Skip to content

Desenterrando cogumelos

agosto 24, 2009

CogumelosPassando pelas gôndolas do Verdemar, encontramos uma raridade que estava literalmente escondida sob a terra: nossa segunda edição, com um especial sobre cogumelos, em poucas unidades na loja da Nossa Senhora do Carmo. Confira algumas dicas retiradas de lá!

  • Cogumelo de Paris: é o conhecido champignon. Tem cor clara, chapéu rechonchudo e hastes pequenas. Macio e tenro, é indicado para o consumo fresco, em saladas. Se cozido, deve ser bem rapidamente, apenas um minuto para ficar al dente.
  • Shiitake: Amarronzado, com hastes curtas, chapéu grande e bem carnudo. De textura firme, possui um talo duro que deve ser retirado antes do preparo. Vai bem com um grande leque de pratos e cozimentos.
  • Shimeji: é pequeno, de cor acinzentada e hastes longas. O sabor é suave e o fungo se apresenta bem versátil. Seu talo, macio, pode ser aproveitado.
  • Porcini: cogumelo seco, grande e firme, que precisa de ser hidratado antes de ser usado. A água da hidratação pode ser reutilizada em outros pratos.
  • Hiratake: de cor acinzentada, tem a forma de concha ou orelha de pau (como é conhecido nas tribos indígenas). Tem sabor bem delicado e demanda cozimento breve.
  • Salmão: é o hiratake cor-de-rosa. Tenro, adocicado e levemente amargo, a dica é comê-lo cru, de preferência na salada. Cozido, acaba perdendo a cor.
  • Trufa: é a espécie mais rara. Nasce à profundidade de 20 a 40 cm, perto de raízes de carvalhos e castanheiras. Geralmente é ralada e acrescentada aos pratos para aromatizar e enriquecer o sabor.

E para acompanhar as dicas, nada melhor do que uma boa receita!

Fricassè de Cogumelos da República

Fricassè de Cogumelos da República
Ingredientes

100 g de shiitake
100 g de shimeji
100 g de hiratake
100 g de florida
2 tomates em cubos
salsa desidratada
manjericão fresco
4 colheres de sopa de azeite
1 colher rasa de manteiga sem sal
1 dose de vodka
50 ml de shôyu
2 colheres de chá de urucum em pó
200 ml de água
uma pitada de sal e açúcar
pimenta a gosto

Modo de Fazer
1. Esquente a manteiga e o azeite por um minuto, adicione os cogumelos e frite por 3 minutos. Coloque sal, pimenta e salsa, e flambe com a vodka duas vezes.
2. Acrescente os tomates, o manjericão, misture e adicione uma pitada de açúcar. Coloque a água e ferva por 5 minutos, reduzindo o líquido em 50%.
3. Finalize com urucum e shôyu, mexendo até deixar a cor homogênea e fervendo por mais 3 minutos. Sirva com folhas.

Receita cedida por: República do Jambreiro
Alameda Olavo Carsala de Vilela, 70, Nova Lima
(31) 3581-7732

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Ricardo Scott permalink
    outubro 13, 2010 15:27

    Estarei esperando o famoso Cardoncello na minha mesa!!!

    rsrsr

    Valeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: