Skip to content

Julie & Julia

dezembro 23, 2009

O aguardado Julie & Julia é a cinebiografia de duas mulheres separadas por algumas décadas, mas unidas na cozinha. Não se pode falar que é um filme sobre Julia Child, a ‘patrona’ da culinária francesa nos EUA, a mulher que ensinou toda uma geração a cozinhar; nem que é um filme sobre Julie Powell, uma new yorker que encontra no livro Mastering the art of French Cooking de Child uma motivação e uma meta para sua vida. É, antes, um filme sobre o encontro, seja da cozinha, por parte de Child, seja na cozinha, por parte de Powell, ou, ainda, o próprio ato de se encontrar algo; talvez seja por isso que a película extrapole as biografadas e se torne tão fascinante.

Em grande parte, o mérito do filme é de Powell, por ter montado seu blog em 25 de agosto de 2002. A partir do seu primeiro post, começa sua busca por um sentido a mais na sua vida de burocrata. A medida que cresce seu engajamento, cresce sua empatia com Child, que o filme nos brinda com uma excepcional atuação de Meryl Streep. Por se dividir na vida das duas cozinheiras, Julie & Julia tem uma narrativa bem interessante, que vai sendo guiada cronologicamente, mas com uma alternância ritmada pelas emoções que sentem  – que é o que as une, afinal, à cozinha.

Além dos cinéfilos, os culinaristas de plantão também terão um prato cheio. Se Child teve uma formação formal, no Le Cordon Bleu, Powell se guiou pelos livros. Para quem deseja começar ou se aprimorar na cozinha, o exemplo de Julie é bem válido: escolha um fio condutor e vá orbitando ao seu redor. Disciplina e trabalho metódico são duas ferramentas fundamentais, e os dois casos de sucesso do filme não me deixam mentir. Quem sabe não surge em alguém a vontade de desafiar as mais de 1500 receitas de Dona Benta?

Quem tiver a curiosidade, vale a pena passar depois no antigo The Julie/Julia Project, blog agora desativado de Powell. Com destaque no filme, você poderá ler o episódio da lagosta e do boeuf bourginon; há também o último post, em 13 de agosto de 2004, quando da morte de Julia Child. Powell, após encerrar seu projeto, começou a bloggar em outro endereço.

Julie & Julia é antes de tudo um filme correto e feito para o ser; mas é a prova de que, mesmo em Hollywood, é possível fugir dos esquemas e dar um ‘sopro’ de criatividade. Assim como Julia em Julie.


Julie & Julia
Diretora: Nora Ephron. Com: Meryl Streep, Amy Adams, Stanley Tucci. 123 minutos.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. dezembro 23, 2009 14:03

    O filme é altamente recomendável!
    E o Blog da Revista Verdemar pode fazer mais resenhas dessas, ficou excelente!
    ;0)

  2. janeiro 29, 2010 10:29

    Muito boa a resenha. O filme é lindo, a fotografia é impecável e o “quê” de realismo das filmagens transforma a nova iorquina Julie em uma pessoa absurdamente comum, como tantas que conhecemos! Muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: